sábado, 7 de maio de 2011

Uma Carta ( Lidiane BlanchetT)

Tenho muito pra dizer...

Sobre meu lamento e meu ciúme.

Porém opto por escrever,

Sobre a grama, sobre o lume...

Eu ouço o canto dos pássaros a passear,

A desejar a bela natureza...

O afoito vento beijar,

E se esbaldarem à delicadeza.

A baixo da nobre sombra da mangueira,

Palavras se encontram em reunião...

Então, no gesto da palmeira,

Um afago... Uma compreensão...

Sussurros e mais sussurros abundante...

Será que referem-se às borboletas amarelas.

Talvez ao lago insinuante,

Talvez como são belas e belas...

Um comentário:

Lidiane disse...

Só lembrança...