domingo, 9 de janeiro de 2011

O Bode Feio



Em 2011 comecei o ano pesquisando, sem deixar o que há de criativo passar despercebido. Viajando pelo estado do RN pude notar a demanda de material disponível, ao registrar todo o percurso por onde passava, ví que havia a possibilidade de gravar "algo", o que pra mim sempre foi um desejo, hoje começa a se realizar e ficar "sólido". Na busca incessante por imagens naturais coletei varias figuras, baseado nas possibilidades de criar toda a dramaturgia tendo como base o sertão potiguar. Depois de Gravar "A Menina e o Bambolê" continuei na pesquisa, e nessas locações realizei outro trabalaho, "O Bode Feio", tratando da temática voltada as necessidades especiais em conflito com certa parte da sociedade.

Um bode com limitações físicas vive um conflito no rebanho; poder se relacionar de forma aceitável e viver normal, mas este vive o drama de ser "diferente" entre os outros, mesmo assim persiste em continuar na socialização com o bando.
A paisagem natural, os movimentos propostos pelos animais e a observação através deles. Revelavam uma dramaturgia que se apresentava nítida no que as imagens propunham, as cenas naturalmente foram consatruídas e a música inserida neste filme, faz de "O Bode Feio" uma obra subjetiva e forte.

2 comentários:

Buteco das Artes disse...

me orgulho muito de vc Fabinho

Fábio Luíz de Souza Fernandes disse...

muito feliz pelo seu comentario!