sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

O pôr do sol sobre Lajes-RN resignificado no olhar artistico de Everton Fernandez

Imagens : Everton Fernandez
Texto: Fábio Fernandes
  
À tempos sabe-se que a fotografia não busca somente o mero registro do espaço-tempo, mas tambem a busca dialética do meio com o interlocutor, no caso o fotografo. O click da maquina captura não somente a  co-exisencia do espaço e o fato em destaque mas permite a outros olhos receptivos o ângulo compartilhado do fotografo.    
 
 O fenômeno em destaque é o pôr do sol, uma ação sutil que revela beleza universal, é necessário o uso de determinada técnica na captura da imagem e a precisão dialógica com o enquadramento do objeto artistico.


 A edição da fotografia de forma alguma desmerece sua pureza, uma vez que de forma levemente utópica se sub-existe na foto-captura a visão pessoal do artista em meio a poética imagética.
 O olhar centrifugado do artista interrelaciona-se com suas divagações e possiveis conflitos vitais...
 O espaço ocupado, divide sua existência natural com outros componentes humanizados...

Faz-se quão cabível a expansão geográfica dialogando com a concretude fenomenológica natural...
 
 Por fim, a cadência primitiva se revela de forma monotona, causticante, cansativa, repetitiva, redundante, determinante, insistente e outras reticencias vitais...


Conheça mais sobre Everton Fernandez em:
https://www.facebook.com/offfernandez



2 comentários:

Everton FernandeZ disse...

Deveras é significativo uma análise tão elaborada de parte de meus trabalhos. Estudos serão feitos e ensaios realizados. Obrigado e contarei sempre com sua crítica parceiro.

Fábio Fernandes disse...

O que seria da ARTE sem as leituras individuais? Certamente um objeto aleatóro.