sábado, 26 de fevereiro de 2011

A Sina Do Amor Meu... (Lid Galvão)



Não vive!

Morreu de saudade.

A sina do amor meu...
É adolescente!
Flana pro fim do arco-íris.

A sina do amor meu...
Com você rima!
O céu. O céu. Os anjos.

A sina do amor meu...
Apenas dorme!
A espera do beijo seu.


2 comentários:

Lidiane disse...

A sina da minha inconfidência é não contar; da minha distância é querer está perto; mas se estou perto e não conto é por que um certo eu me deixa sem palavras.

Fabinho Fernandes disse...

complementando a obra...
metáfora que faz jus a o universo subvertido a realidade abstrata.