sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Redes sociais revelando medíocres.

por Fábio Fernandes

"Nenhum homem é hipócrita nos seus prazeres". (Albert Camus)


Faço de Camus minhas palavras.É triste ver um monte de pessoas que usam as redes sociais pra se autoafirmarem enquanto sujeitos. Ainda a pouco comentei um video no qual uma mãe (negra e pobre) bate no filho alcoolizado e o que estava escrito como titulo da postagem era "eu ri " e se ainda não bastasse, vinha acompanhado do famoso"KKKKKKKK" na boa creio q isso não passa de linguagem de retardado, obviamente muitos usuários da rede social compartilharam o vídeo reproduzindo outros "KKKKKKKK's". 

Bem esse não é o problema. E então qual é o problema nisso? Percebe-se que as algumas dessas pessoas que riram da miséria dessa família são as mesmas que colocaram em seus pseudônimos "Guarani Kayowá" há semanas atrás, com o modismo da vez. 

No entanto, acredito que pessoas que não têm o menor senso critico do que venha a ser humor só querem mesmo sentirem-se acima dos outros (socialmente), porque numa causa estes individuos são humanistas e slidários para com os seus iguais e em outras oportunidades são toscos e forçam ser pessoas que sorriem da vida e nunca são despreocupadas com os problemas cotidianos? Acredito que não passam de hipocritas, vazios e seres altamente necessários de autoafirmação, na boa, isso chega a ser ridículo.

Outro paradoxo, é alguém pagar de certinho e na realidade ser apenas mais um na mutidão, oportunista e sem a menor noção do que venha a ser coerente para com o próximo. Semanas atrás vi num desses blog's (assim como esse - risos) um cara sensacionalista que prega uma imagem de  certinho (faz-me rir) postar um vídeo no qual dois travestis (pobres) brigavam, o pior foi ele encontrar como título da matéria "Humor: Briga de travestis". Na boa, o pior não foi eu ver tamanha babaquice, o que entendi por mais duvidoso foi me questionar o porque de eu estar dando ibope a tamanha futilidade.

Enfim, até quando nos utilizamos das mídias para passarmos a impressão de certinhos? Eu por exemplo, pode parecer que este texto tem o intuito de me elevar ao titulo de "certinho", ah na boa, detesto politicamente correto, mas isso não implica usar uma ferramenta como o facebook pra mostrar minha provavel raça ariana acima dos meus iguais. Isso pode até responder o porque somos um pais constatemente emergente.

Nenhum comentário: